5º Festival Internacional de Curta-Metragem de Brasília apresenta ao público 134 produções brasileiras e estrangeiras

Entre os dias 15 e 18 de dezembro, o Cine Brasília recebe o Curta Brasília – Festival Internacional de Curta-Metragem, evento que tem como objetivo difundir, dar visibilidade e criar público para a produção curta-metragista. Em sua quinta edição, o festival homenageia a cineasta Anna Muylaert, um dos principais nomes do cinema brasileiro da atualidade, com uma mostra com alguns de seus principais curtas. Autora de filmes sensíveis e contundentes, nos quais estão presentes uma visão observadora e crítica da sociedade, em sua cinematografia também é possível perceber reflexões – em diversos níveis – sobre as relações humanas, a exploração de recursos de linguagem audiovisual na narrativa, além de referências à cultura pop e o uso da metrópole (e seus peculiares habitantes) como personagem. O sucesso nacional e internacional de “Que horas ela volta” (2015) amplificou o alcance da cineasta e a transformou numa referência para jovens – tanto espectadores quanto aqueles que também trabalham com cinema – em todo o Brasil. Nesta edição, 134 curtas brasileiros e estrangeiros serão apresentados e, além da exibição de filmes, outras ações, como atividades de formação e debates, também integram a programação.

Um dos destaques da edição 2016 é o Espaço CVRTA, um ambiente exclusivo para a principal novidade no mundo do audiovisual e do entretenimento, o cinema imersivo ou de realidade virtual. Em parceria com a Embaixada do Reino dos Países Baixos, o Curta Brasília é o primeiro festival de cinema no Brasil com um espaço dedicado a curtas em 360°, trazendo profissionais da área – brasileiros e holandeses – e seus filmes para participar do evento.

Dentre os curtas em competição, 26 são inéditos na cidade, alguns deles exibidos e premiados em outros eventos cinematográficos, como Gramado e Cannes. As produções em competição foram selecionadas entre 850 inscritos, de 25 estados e do Distrito Federal. Os vencedores serão escolhidos por júri oficial e pelo voto popular e concorrem a mais de R$ 20 mil em prêmios. Parceira do festival desde 2013, a Embaixada da França escolherá, por meio de comissão – formada por Bernard Payen, da Cinemateca de Paris, e Raphaël Ceriez, adido audiovisual da embaixada –, um filme da mostra competitiva para receber o prêmio Cine França Brasil, um intercâmbio para representante do filme premiado em festival francês em 2017.

Este ano, a programação internacional foi ampliada. Além das mostras Espanha em Curtas (parceria com o Notodofilmfest), Prêmio Alemão de Curtas (o mais relevante para o curta na Alemanha) e À Francesa (com uma seleção de curtas do consagrado Festival d’Animation d’Annecy), teremos a estreia da Mostra Holanda em Curtas. A tradicional Mostra Provocações retorna ao seu conceito original, escancarando assuntos tabus, nos quais sexualidade, política e religião são discutidas. Completam a programação a mostra infantil Calanguinho e a Surdocine, com produções que abordam a cultura surda, contando com filmes em Libras e diretores surdos compartilhando suas vivências na grande tela.

O conceito do Curta Brasília é norteado pela inovação e pela qualidade da programação. O festival recebeu mais de 25 mil pessoas ao longo das edições anteriores, firmando o evento no calendário cultural da cidade e no circuito nacional de festivais de cinema. Mais do que uma oportunidade para assistir filmes, o Curta Brasília destaca-se como experiência pela convivência entre realizadores, artistas e público, seja dentro da sala de cinema, seja no hall do Cine Brasília em um dos vários debates da programação, na praça cultural, no mercado criativo e nas festas e ocupações pela cidade, enfim, numa verdadeira celebração aos encontros.

LEIA TAMBÉM:  "As Aventuras de Tintin: O Segredo do Licorne"

Os debates Café com ressaca, Uma cerveja antes do almoço, Música na tela e Conexões Brasil-Europa convidam público e profissionais do cinema para debater assuntos da cadeia produtiva do audiovisual, além da Mostra IESB, uma janela para a produção universitária.

PROGRAMAÇÃO – Cine Brasília

15/12 (quinta-feira)

19h: Abertura
20h: Mostra competitiva – Programa 1
22h: Mostra competitiva – Programa 2

16/12 (sexta-feira)

10h: Mostra Surdocine
15h: Mostra À Francesa
16h20: Cinema imersivo e novos caminhos (debate)
17h: Mostra Espanha em Curtas
19h: Mostra competitiva – Programa 3
21h: Mostra competitiva – Programa 4

17/12 (sábado)

10h: Mostra IESB
10h30: Café com ressaca (debate)
15h: Mostra Anna Muylaert
15h: Música na tela (debate)
16h20: Engajamento da realidade virtual (debate) e lançamento da revista Mundo 360°
17h: Mostra competitiva de videoclipes – Decibéis
19h: Mostra competitiva – Programa 5
21h: Mostra competitiva – Programa 6

18/12 (domingo)

10h30: Mostra infantil Calanguinho
11h: Uma cerveja antes do almoço (debate)
15h: Mostra Prêmio Alemão de Curtas
16h20: Conexões Brasil-Europa (debate)
17h: Mostra Holanda em curtas
19h: Mostra Provocações

DEBATES

Surdocine

Sexta-feira, 16 de dezembro

11h: Um debate em libras e português, para surdos e ouvintes, sobre os filmes exibidos na mostra Surdocine.

Espaço CVRTA

16h20: Cinema imersivo e novos caminhos – O curta-metragem e a realidade virtual. Com Benjamin de Wit (VR Days), Ana Arruda (Curta Brasília) e Rodrigo Terra (EraTransmídia). Aberto ao público.

Sábado, 17 de dezembro

10h30: Café Com Ressaca: Cinema em gênero, número e grau. Com Maeve Jinkings, Anna Muylaert, Vera Egito, Yasmin Thayna e Ana Arruda (mediação). O debate, aberto ao público, contará também com a participação das realizadoras participantes do 5º Curta Brasília. Em pauta: mulher, política e sétima arte.

15h: Música na Tela: quais são as possibilidades de um videoclipe no Brasil nos dias de hoje? Ainda vale a pena produzir um clipe? E onde exibi-lo? Que resultados esperar? Um debate aberto ao público com a diretora Dandara Ferreira, os produtores Rodrigo Barata (Criolina), Fernando Rosa (Senhor F), Paulo André (Abril pro Rock) e o jornalista Pedro Brandt (mediação).

ESPAÇO CVRTA

16h20: Engajamento da realidade virtual (debate) e lançamento da revista Mundo 360°. Com Dimas Dion (Mundo 360°) e Rodrigo Terra (EraTransmídia).

Domingo, 18 de dezembro

11h: Uma cerveja antes do almoço

Primeiramente: o que vem por aí no cinema brasileiro?

Oportunidade para público e participantes do 5º Curta Brasília se conhecerem e trocarem ideias e experiências. Todos convidados para discutir assuntos relacionados a produção, divulgação e exibição de curtas-metragens no contexto político e social vivido pelo Brasil atualmente. Para deixar a atividade ainda mais descontraída, o debate será realizado em clima de bar, pois, como cantava Chico Science, “uma cerveja antes do almoço é muito bom para ficar pensando melhor”. Mediação: Tetê Mattos.

ESPAÇO CVRTA

16h20: Conexões Brasil-Europa: com a participação de Benjamin de Wit e Doede Holtkamp (VR Europe – Holanda), Bernard Payen (Cinemateca de Paris), Ceriez Raphaël (Adido Cultural da Embaixada da França), Yara Castanheira (idealizadora do Kursfilmpreiss KinoTournee – Brasil), Fred Burle (realizador brasileiro residente em Berlin), María Pérez Sanz (cineasta espanhola – filme integrante do Notodofilmfest), o encontro se propõem a apresentar as possibilidades para profissionais do audiovisual e produções brasileiras em países como Holanda, Alemanha, França e Espanha.

Serviço

5º CURTA BRASÍLIA

De 15 a 18 de dezembro, no Cine Brasília (EQS 106/107). Entrada franca. Confira programação, sinopses e classificação indicativa de cada filme no site www.curtabrasilia.com.br.

Marcia Rocha

Sou consultora especializada em moda masculina, produtora e apaixonada por tudo o que está relacionado ao guarda-roupas de homens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *