Como escolher o melhor modelo de cueca

Flares Twitter Facebook Flares ×

Pode parecer exagero, mas um apurado senso de estilo mora também em detalhes a que pouquíssimas pessoas terão acesso: sua roupa de baixo. Tradicionalmente, homens vestem o mesmo tipo de cueca que seus pais vestiam e, por hábito, continuam com ele por toda a vida. Levar em conta o modelo e o tecido de que é feita a peça são fatores decisivos para garantir seu conforto. Pensando nisso, selecionamos dicas para você escolher o melhor modelo de cueca.

Escolhendo o melhor modelo de cueca

São quatro os modelos mais comuns: slip, sungão, boxer e samba-canção. Vamos conhecê-los melhor.

1. Slip

Caracterizada pelos elásticos largo na cintura e estreito nas pernas e pelo recorte em forma de Y na parte frontal, é o modelo que oferece maior suporte a região genital. É a melhor escolha na hora da academia ou para longos períodos sentado em frente ao computador, já que molda as nádegas e quase nunca sai “do lugar”. É também ideal para acompanhar peças justas, como calças skinny.

É mais indicada para: homens mais baixos e magros, já que divide e marca as formas do corpo. Por ser uma peça cavada, dá a impressão de pernas mais alongadas.

2. Sungão

É um modelo intermediário entre a Slip e a Boxer, com pernas mais curtas que a Boxer e o mesmo suporte da Slip.

É indicada para: homens mais magros e para ser usada com peças mais justas, já que não tem o problema do acúmulo de tecido na coxa.

3. Boxer

Este é o modelo que melhor traduz a dobradinha conforto + estilo. Quase todas as marcas nacionais e internacionais trazem em seus catálogos uma boa variedade de opções. Além de oferecer conforto e suporte para a região genital, a Boxer não marca por baixo da roupa, mas costuma embolar nas pernas de quem usa calça muito justa, formando um volume no início da coxa.

É mais indicadas para: todos os biótipos, mas dá a impressão de pernas mais curtas, graças ao comprimento alongado na coxa.

4. Samba-canção 

Bem parecido com um short largo e solto, esse modelo apesar de bastante confortável, tem lá suas desvantagens. Por não oferecer suporte a área genital, a probabilidade de deixar suas partes íntimas a mostra é grande, além de ser a última opção a considerar se a ocasião pedir roupa social (por marcarem as pernas da calça) e principalmente na hora da prática do seu esporte favorito. Pense nisso.

LEIA TAMBÉM:  7 Dicas para usar chinelos sem derrapar no estilo
É mais indicada para: por não marcar o corpo, é ideal para quem está acima do peso. São perfeitas para usar sob roupas soltas ou mais largas ou para substituir o pijama.

O tecido 

Tão importante quanto a escolha do modelo que melhor se adapta às suas necessidades é considerar o tecido da sua cueca. Fibras naturais têm a vantagem de permitir que a pele respire, além de serem mais macias ao toque e mais fáceis de lavar e mantê-las em bom estado. Dá uma olhada no guia de tecidos que preparamos.

1. Algodão

Extraída do algodoeiro, esta fibra natural tem a vantagem de ser extremamente confortável para o uso no dia a dia.

2. Algodão com elastano

Oferece o mesmo conforto do algodão, mas contém em sua composição elastano, o que lhe confere maior elasticidade e um perfeito ajuste ao corpo.

3. Modal

Fibra natural extraída da madeira, essa matéria transmite a sensação de “pele sobre pele”. Absorver a umidade, facilitar a transpiração e conservar a maciez, mesmo após várias lavagens, estão entre suas características.

4. Bambu

Malha à base de fibra de bambu, matéria-prima renovável que contém características únicas. Muito mais macia e leve, facilita a transpiração do corpo e dificulta a proliferação de bactérias. Outro grande diferencial é sua característica termodinâmica, ou seja, a capacidade de acompanhar a temperatura do seu corpo.

5. Poliamida

A Poliamida (ou náilon) foi a primeira fibra sintética desenvolvida pelo homem. A propriedade mais importante dos tecidos de poliamida é a resistência à fricção e à deformação. Apesar de secarem rapidamente, peças feitas com essa matéria dificultam a transpiração do corpo, o que pode se tornar um incômodo na hora da prática de exercícios, por exemplo.

E o tamanho?

Pelo manequim da sua calça jeans, dá para ficar sabendo direitinho se sua cueca está no tamanho certo para o seu corpo, mas mesmo assim, o ideal ainda é experimenttar para sentir se a peça “abraça o seu corpo”. Dá uma olhada nessa tabela de medidas.

*Todas as imagens são de peças da marca Intimissimi.

Marcia Rocha

Márcia Rocha é consultora especializada em moda masculina, produtora e apaixonada por modas de homens e modos de mulher. É editor-in-chief do Mistermag, vive atrás de novidades, adora musica, livros, gatos e pistas de dança, não necessariamente nessa ordem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *